Padrasto que espetou agulhas em menino o dopava com vinho e diz que foi por vingança

"Servia um pouco de vinho bem forte, misturava com um pouco de água e dava para o menino"

O homem que cravou dezenas de agulhas em seu enteado de dois anos de idade confessou neste domingo que antes de espetá-las no corpo dele o fazia dormir com vinho e reiterou que fez tudo isso para se vingar de sua esposa.

"Servia um pouco de vinho bem forte, misturava com um pouco de água e dava para o menino, que o bebia e desmaiava, e então colocava agulhas nele", declarou Roberto Carlos Magalhães Lopes, em entrevista.

"Foi uma ideia muito louca", disse o agressor, confessando que espetava as agulhas na criança "duas ou três vezes por semana" durante um mês com a intenção de "matá-lo" e "atingir" assim a mãe, com quem disse que "brigava o tempo todo, todos os dias".

O caso comoveu o Brasil e, por medidas de precaução, a Polícia transferiu hoje Roberto Carlos da delegacia em que estava detido, em Ibotirama, na Bahia, para um lugar com mais segurança e que não foi divulgado.

Fonte: Terra, www.terra.com.br