Padre dá carona e acaba morto com 3 tiros no interior do Maranhão

Padre dá carona e acaba morto com 3 tiros no interior do Maranhão

O corpo do padre estava próximo ao acostamento; ele chegou a ser levado para o hospital.

Um crime chocou a cidade de Humberto de Campos. Na tarde de sábado, dia 20, o padre recém-formado Bernardo Muniz Rabelo Amaral, de 28 anos, foi assassinado. O suspeito do crime é Fabrício Araújo Furtado, de 20 anos, conhecido como ?Tubica?. Uma das hipóteses levantadas na investigação é de que ele tenha pedido carona ao padre e praticado um assalto. O latrocínio aconteceu por volta das 14h, na MA-402, próximo ao povoado Quebra Anzol.

A delegada que investiga o crime, Lilian Maria Parussolo informou que o padre da Paróquia Humberto de Campos levou três tiros - pescoço, pulmão e um dos rins. O corpo do padre estava próximo ao acostamento, segundo testemunhas. Ele chegou a ser levado para o Hospital São Domingos, na capital, mas não resistiu aos ferimentos.

O crime ocorreu quando Bernardo Muniz participava de uma Assembleia Rural no povoado de Mutuns. Ele se deslocou para buscar um cantor que participaria do evento. Como o músico se atrasou, o padre resolveu voltar até o povoado de Mutuns. Na volta ocorreu o assalto. Não se sabe como o acusado abordou o padre na BR. A caminhonete de cor prata dirigida por Bernardo foi encontrada na contramão com a luz de alerta ligado e quase no meio da pista.

Fonte: O Imparcial, www.oimparcial.com.br