Padre é condenado a 18 anos de prisão no Paraná

O religioso saiu algemado do tribunal e foi levado para a cadeia.

O padre Adelino Gonçalves foi condenado a 18 anos e nove meses de prisão, por duplo homicídio qualificado. O julgamento aconteceu em Cruzeiro do Oeste (PR), na quinta-feira (16) e durou 12 horas.

Gonçalves foi prefeito de Mariluz (PR). Ele é acusado de mandar matar, em 2001, o vice-prefeito Aires Domingos e Carlos Alberto de Carvalho, que era presidente local de um partido político.

O religioso saiu algemado do tribunal e foi levado para a cadeia.

Outras três pessoas são acusadas de envolvimento no crime. Uma delas está presa e duas morreram.

Fonte: g1, www.g1.com.br