Padre é preso por dirigir embriagado, ficar nu em local público e assediar um adolescente

Padre é preso por dirigir embriagado, ficar nu em local público e assediar um adolescente

Os agentes seguiram o carro do padre e fizeram prisão em flagrante quando Andrei tentou abordar um adolescente

Uma pequena cidade do interior do Paraná foi surpreendida neste domingo por um escândalo. A prisão de um padre, suspeito de tentativa de suborno, de dirigir embriagado e de ficar pelado em local público.

No começo da noite de domingo, o padre foi transferido da cadeia de Ibiporã para o Centro de Detenção em Londrina.

Sílvio Andrei foi preso na madrugada de domingo dentro do carro dele, na entrada da cidade, perto de Londrina. Segundo os policiais, o religioso estava nu, embriagado e ainda teria assediado um adolescente e o policial que fez a abordagem.

?Ele tentou oferecer dinheiro, o policial não aceitou e por isso foi autuado também na corrupção ativa?, aponta o investigador Arnaldo Silva.

O advogado do padre Silvio Andrei, Adalberto Cunha, disse que ele rebateu todas as acusações.

O padre alega que estava confuso e se perdeu na entrada da cidade. O motivo: teria misturado vinho com remédio antidepressivo durante a festa de um casamento que ele mesmo havia celebrado horas antes, em Londrina. Ainda segundo o advogado, o padre disse que não assediou nem o adolescente, nem o policial.

?Ele não tem essa conduta, é padre há 14 anos e nunca teve nada disso?, defende o advogado do padre Adalberto Cunha.

Silvio Andrei, de 40 anos, já morou em Londrina e atualmente é padre em uma igreja em São Paulo. Reza missas para milhares de pessoas.

Fãs e fieis passaram o domingo de vigília em frente à cadeia, chocados com a notícia.

Fonte: Globo, www.globo.com