Pai de bebê sequestrado é suspeito de participar do crime

Pai de bebê sequestrado é suspeito de participar do crime

Bebê foi localizado pela polícia na terça feira; homem teria dívida de drogas.

O homem apontado como pai da recém-nascida que havia sido levada em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, por homens armados, no último sábado (16), é suspeito de ter participado do sequestro. De acordo com a investigação, ele teria uma dívida de drogas de aproximadamente R$ 4.000 e, por esta razão, supostamente se envolveu no crime.

O bebê estava na casa de uma mulher, que foi presa por suspeita de ser mandante do rapto. Ela teria perdido um filho durante a gestação e queria ficar com a recém-nascida. Na delegacia, chegou a contar que uns bolivianos conseguiriam a criança para ela.

? Eu tinha perdido meu filho e vieram uns bolivianos e falaram que iam conseguir um neném para mim. Só que eles falaram que a menina estava adotando, porque não ia ter condições de cuidar. Eles não falaram para mim que iam roubar a criança.

A versão não convenceu a polícia, que trabalha para esclarecer como o crime foi planejado e para identificar e prender os outros envolvidos.

A mulher, que tem passagem por tráfico, diz que conheceu os bolivianos em uma viagem ao País vizinho para comprar roupas e que não pagou pelo sequestro. Disse ainda que pretendia devolver a criança.

A dívida do pai da recém-nascida seria com estes bolivianos. O homem teria feito um acordo com a suspeita envolvendo a filha. A polícia quer saber se se trata de uma quadrilha especializada em sequestro de crianças e se o bando praticou esse tipo de crime em outras oportunidades.

A recém-nascida estava em um carrinho junto com a mãe e a avó. Elas foram abordadas por quatro pessoas em um automóvel. Dois homens desceram e um deles estava armado. Eles levaram o bebê, que foi localizado pela polícia na terça-feira (19). A menina recebeu o nome de Nicole e já foi registrada.

Fonte: R7, www.r7.com