Pai de dentista queimada se sente ameaçado após ligação anônima

Cinthya Magaly Moutinho de Souza foi queimada viva durante um assalto


Pai de dentista queimada se sente ameaçado após ligação anônima
O pai da dentista Cinthya Magaly Moutinho de Souza, 47 anos, queimada viva durante um assalto em seu consultório dentário no Jardim Hollywood, em São Bernardo do Campo na última quinta-feira declarou que se sentia ameaçado após receber uma ligação de uma pessoa que não se identificou. "Recebemos a ligação... de pessoas que se diziam traficantes e que nós estávamos fazendo uma palhaçada quando prenderam o amigo dele", disse em entrevista ao Bom Dia SP. De acordo com o pai da dentista, o autor da ligação ainda perguntou se "a "queimadinha" iria atender", antes de soltar uma gargalhada. "Estou receoso", disse ele.

Ontem, amigos de Cinthya se reuniram em frente ao local do crime e saíram em uma passeata pelo bairro, que se estendeu até a pista local da rodovia Anchieta, que liga a região do Grande ABC à capital paulista. Os vizinhos, ainda assustados com a brutalidade do crime, cobravam Justiça e mudanças no código penal brasileiro. A principal reivindicação foi a redução da maioridade penal. Entre os quatro presos acusados pelo crime, um deles, menor de 18 anos, teria assumido à polícia o ato criminoso.

Fonte: Terra, www.terra.com.br