Pai de Eloá serrou corpo de ex-mulher

Everaldo também é suspeito de integrar uma espécie de esquadrão da morte de Alagoas

Em depoimento ? Pol?cia Civil de Alagoas, duas irm?s de Marta L?cia Alves Vieira, ex-mulher do ex-cabo da PM de Alagoas Everaldo Pereira dos Santos pai da garota Elo? Pimentel informaram que ele serrou ao meio o corpo da ex-mulher. Marta L?cia morreu em 1993. Everaldo ? o suspeito, segundo a Pol?cia Civil de Alagoas.

Everaldo tamb?m ? suspeito de integrar uma esp?cie de esquadr?o da morte de Alagoas. As suspeitas contra ele se tornaram p?blicas ap?s a filha, Elo?, 15, ser mantida ref?m por mais de cem horas pelo ex-namorado, Lindemberg Fernandes Alves, em Santo Andr? (Grande S?o Paulo). No desfecho do caso, a menina foi baleada na cabe?a e n?o resistiu ao ferimento. Lindemberg foi preso denunciado (acusado formalmente) ? Justi?a.

O ex-cabo ? acusado de ter feito parte da chamada "Gangue Fardada" e de participar, entre outros crimes, do assassinato do delegado Ricardo Lessa, irm?o do ex-governador do Estado Ronaldo Lessa.

Ele nega envolvimento no crime, e sua defesa informou que Everaldo permanecer? foragido at? que processos sejam estudados. At? por volta das 15h desta quinta-feira, Everaldo n?o havia sido localizado.

Crueldade

A delegada Luci M?nica Rabelo, diretora de estat?stica, inform?tica e armas da Pol?cia Civil de Alagoas, ouviu o depoimento das irm?s de Marta L?cia, em Pilar (AL). Rita de C?ssia e Claudilene Vieira, irm?s da v?tima, j? haviam anunciado a disposi??o em colaborar no inqu?rito sobre a morte.

Luci afirma que a morte de Marta L?cia foi cruel. Everaldo ? o ?nico suspeito, segundo a delegada, pois foi o ?ltimo a ser visto com a v?tima.

Durante o depoimento, as irm?s disseram que o corpo de Marta L?cia foi encontrado partido ao meio num corte horizontal, como se dividido em dois. A cabe?a foi carbonizada e o pesco?o tinha sinais de enforcamento.

"Eu me assustei com o que ouvi. ? uma monstruosidade sem fim", afirmou a delegada.

As ex-cunhadas de Everaldo disseram que o IML (Instituto M?dico Legal) constatou as agress?es e o corpo de Marta L?cia foi encontrado em Pilar (AL).

Luci afirmou que devido ? gravidade do teor dos depoimentos e tamb?m ap?s as irm?s terem dito que se sentem amea?adas carros estranhos estariam rondando as casas onde elas moram-, enviou o relato das duas ao juiz Rodolfo Oz?rio Gatto, da 17? Vara Criminal da Capital pedindo a antecipa??o de provas.

No entanto, o juiz manifestou a necessidade de o inqu?rito policial ser reaberto. A Pol?cia Civil de Alagoas n?o soube informar at? por volta das 15h se havia um inqu?rito. "Pode n?o ter sido investigado", afirma Luci.

Ainda ontem, o delegado-geral da Pol?cia Civil de Alagoas, Marc?lio Barenco, viajou a Recife para pedir informa?es ? Pol?cia Civil de Pernambuco sobre supostos crimes praticados pelo ex-cabo da PM.

Outro lado

A reportagem entrou em contato por telefone e enviou um e-mail ao escrit?rio do advogado Ademar Gomes, que defende Everaldo. N?o houve resposta ao pedido de informa?es at? por volta das 15h20 desta quarta.

Fonte: Folha Online, www.folha.com.br