Pai é detido depois de torturar filha que não sabia usar o penico

Pai é detido depois de torturar filha que não sabia usar o penico

Suspeito alegou que menina o deixava nervoso quando defecava no chão. Polícia vai indiciar pai por tortura e a mãe por omissão de socorro

Alexandro dos Santos, de 32 anos, suspeito de espancar a filha de 3 anos, foi preso na tarde desta terça-feira (4), após denúncia da tia da criança. O pai alegou que bateu na menina porque está com problemas financeiros e porque ela não usou o penico de forma adequada.

Mais cedo, a tia foi à delegacia informar que encontrou a criança com ferimentos e com o cabelo cortado. À tarde, Alexandro se entregou à polícia.

A menina está sob a guarda do Conselho Tutelar, após ter sido encaminhada para o Instituto Médico-Legal (IML).

"Ela defecava no chão e isso me deixava nervoso", contou o pai, que afirmou estar arrependido.

Segundo Alexandro, a criança morava há um mês com os pais, pois nasceu com um problema de saúde e foi criada pela madrinha. Ele disse que tem mais duas outras filhas com a mulher, e que elas nunca teriam sofrido qualquer tipo de agressão.


Pai é preso no Rio após torturar filha que não sabia usar o penico

De acordo com o delegado Antônio Ricardo, da 32ª DP (Jacarepaguá), Alexandro vai responder por crime de tortura e a mãe, por omissão de tortura. O suspeito contou que a mulher discutiu com ele após ver a filha machucada e que, por isso, ela quase se separou dele. O delegado explicou que indiciou a mãe porque foi a tia quem denunciou o caso.

Alexandro, que é réu primário, pode pegar de 2 a 8 anos de prisão.


Pai é preso no Rio após torturar filha que não sabia usar o penico

Fonte: G1