Pai responde por tentativa de homicídio ao deixar filho em carro

Silva é casado e tem outros dois filhos além do menino.

A Polícia Civil de Bauru (SP) continua à procura do homem que abandonou o filho de 4 anos, ferido, dentro do carro após uma batida, na madrugada do último sábado. Gilmar Rodrigues da Silva, 32 anos, bateu o veículo na traseira de um caminhão parado na avenida José Henrique Ferraz e fugiu, deixando o filho. Ele pode responder por tentativa de homicídio.

Testemunhas relataram para os policiais que após o acidente, ocorrido por volta das 4h, o homem, que aparentava estar embriagado, pediu socorro para o filho, mas que em seguida abandonou o local deixando o menino no banco traseiro do veículo, com ferimentos graves, sobretudo na cabeça.

O delegado titular do 1° Distrito Policial (DP) da cidade, Dinair José da Silva, explicou que o caso foi registrado como acidente de trânsito com vítima, seguido de abandono de incapaz. Porém as investigações podem transformar o caso em tentativa de homicídio culposo (sem intenção de matar), ou até mesmo doloso (com intenção de matar), caso se confirme que o pai dirigia bêbado.

"Se a criança não resistir aos ferimentos, podemos registrar como homicídio culposo ou doloso, tudo vai depender das investigações", explicou o delegado.

Silva é casado e tem outros dois filhos além do menino. Vizinhos relataram para os policiais que estiveram na manhã desta segunda-feira na casa do procurado que se trata de um homem trabalhador, mas que bebe sempre. Ainda de acordo com vizinhos, pai e menino são muito apegados.

O garoto segue internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica do Hospital das Clínicas de Botucatu. A assessoria de imprensa do hospital não confirma o quadro clínico do garoto e informou que apenas a família tem acesso ao boletim. Informações levantadas junto a amigos da mãe da criança dão conta de que o garoto segue em estado estável. Ele passou por uma cirurgia na cabeça no domingo.

Fonte: Terra