Pai que abusava da filha de 12: "Ela não aguenta ficar sem homem"

Suspeito morava com dois filhos, uma garota de 12 anos e um menino de 11.

Um trabalhador rural de 56 anos foi preso na terça-feira (3) na zona rural de Itamaraju, cidade localizada a cerca de 740 km de Salvador, sob suspeita de abuso sexual contra sua filha de 12 anos. De acordo com informações do coordenador do Conselho Tutelar de Itamaraju, Jair Souza, o órgão recebeu uma ligação informando a situação e acionou a Polícia Civil que realizou a prisão do suspeito que estava indo pegar a filha na escola.

Segundo Jair Souza, a garota relatou em depoimento que o último abuso aconteceu na noite da segunda-feira (2), mas que a situação estava acontecendo há mais de um ano e por não suportar o assédio, resolveu procurar ajudar. A menina contou o caso para uma pessoa conhecida que a levou até a escola da zona rural e ficou aguardando a chegada da polícia.

De acordo com informações da Polícia Civil de Itamaraju, o suspeito confessou o crime e afirmou que praticou o ato porque a filha ficava nua e o assediava. Ainda durante o depoimento, o suspeito relatou que a filha não aguentava ficar sem homem e ele fez a vontade dela. O pai da vítima foi preso em flagrante e indiciado por estupro de vulnerável.

A garota foi submetida a exame de corpo de delito na tarde de terça-feira e o laudo constatou o abuso sexual, informou Jair Souza.

O suspeito morava com dois filhos, a garota de 12 anos e menino de 11, os dois foram levados para a casa de um tio materno que relatou a Jair Souza, que desconfiava do crime, mas não tinha certeza, pois mora muito longe da casa do suspeito.

Ainda segundo o Conselho Tutelar, as crianças serão encaminhadas para tratamento psicológico no Centro de Referência Especializada da Assistência Social. Jair ainda comentou que apesar da garota conseguir falar sobre a agressão que sofria, o irmão se mostra bastante abalado com a situação, pois é bastante tímido e fica o tempo todo de cabeça baixa.

Fonte: G1