Pai queima a língua e mãos de filho com ferro

Um homem é suspeito de torturar o filho de 9 anos

Um homem é suspeito de torturar o filho de 9 anos no bairro Valparaíso, no município de Serra, Grande Vitória (ES). A criança teve as costas, as mãos e a língua queimadas por um ferro de passar roupas. A causa da violência seria o fato do menino ter oferecido um palmito, que estava em cima da geladeira da cozinha da casa dele, para amigos do bairro. Irritado, o pai teria trancado a criança dentro de um quarto, esquentado um ferro de passar roupa e queimado o filho.

"Meu pai passou ferro em mim porque eu tinha dado palmito para os outros", disse o menino. A criança afirmou ainda que sofre agressões há dois meses e que o pai também já teria o queimado com uma moeda em brasa. O menino ficou sob a guarda do pai após a morte da mãe. Segundo informações do Conselho Tutelar Municipal o crime aconteceu no último domingo, mas só no início desta semana chegou ao conhecimento das autoridades. O caso foi descoberto por meio de denúncia anônima.

"A denúncia era de espancamento contra essa criança supostamente pelo pai. Quando nós chegamos ao local constatamos que a criança havia sofrido tortura e maus tratos", disse a conselheira Marcia Moura.

O agressor é um mêcanico, 33 anos, que não terá a identidade revelada para preservar a criança. A violência teria acontecido dentro da casa onde moram o pai, a madrasta, que é enfermeira, a vítima e mais três menores com idades de 5, 14 e 15 anos.

O pai foi preso e levado para o Departamento de Polícia Judiciária (DPJ) da Serra e autuado por lesão corporal e tortura, que somados, podem resultar em uma pena de até 11 anos. No DPJ, apesar de ter confessado a agressão, o suspeito disse que não havia feito nada demais.

Fonte: Terra, www.terra.com.br