Pai separado mata filhos de 3 e 6 anos, deixa carta com explicação e se mata

Homem de 41 anos deixou carta tentando justificar o crime e se matou

Um homem de 41 anos matou os dois filhos na noite de sábado (2), em Bom Retiro do Sul, na Região do Vale do Taquari, no Rio Grande do Sul. Após os crimes, ele cometeu suicídio. Segundo a Polícia Civil, ele deixou uma carta falando sobre o ato.

As crianças, um menino de 6 anos e uma menina de 3 anos, foram mortas com um instrumento contundente, possivelmente um martelo. Na carta, o homem explicou que elas estavam sofrendo muito desde a separação dos pais, em meados de 2012, tentando justificar o crime. Após matar os filhos, ele se enforcou com uma corda.

"A mãe teria deixado as crianças no fim de semana com o pai. As crianças foram vistas no final de sábado brincando. Domingo, segundo vizinhos, a casa ficou fechada. A mãe, como não recebeu os filhos no fim da tarde, procurou o conselho tutelar para pegar as crianças. Arrombaram porta e constataram tragédia", disse ao G1 o delegado Mauro José Barcelos Mallmann.

Segundo a investigação, o crime ocorreu na noite de sábado. Desde a separação, a mãe estava morando com os filhos na cidade vizinha de Fazenda Vila Nova.

"Ele tinha anteriormente problemas de alcoolismo, se separou no ano passado. O casal tinha problemas, ele queria a guarda dos filhos. Ele deixou uma carta tentando explicar os motivos, disse que achou que assim estaria acabando o sofrimento das crianças. Estavam sofrendo muito com a separação", explicou.

Fonte: G1