Pai tortura e estupra seu filho durante oito meses a teve uma ajuda de amigo

A violência era filmada e fazia parte de uma rede de pornografia no Alabama, Estados Unidos.


Pai tortura e estupra seu filho durante oito meses a teve uma ajuda de amigo

Um garoto de nove anos foi mantido em cativeiro por oito meses pelo próprio pai, Carl Philip Herold, que o torturava e o estuprava diversas vezes com um amigo, Charles Dunnavant. A violência era filmada e fazia parte de uma rede de pornografia no Alabama, Estados Unidos.

Policiais encontraram mais de cem fotografias, mas nem sequer conseguiram reconhecer o garoto, porque as imagens eram insuportáveis, conforme relato ouvido pelo juiz que julgou o caso.

Herold, o pai do garoto, vai responder pelos crimes de sodomia, abuso sexual, abuso de criança, produção e distribuição de pornografia infantil e por colocar o próprio filho em conteúdos pornográficos.

Já Dunnavant é acusado de tortura sexual e sodomia, além de abuso sexual infantil e exposição a DSTs (doenças sexualmente transmissíveis).

Herold, que trabalhava com programação de computadores, havia permitido que Dunnavant se mudasse para a casa da família, o que deu início à rede de pornografia.

O garoto de nove anos não estava matriculado na escola e a polícia acredita que ele foi completamente privado do contato com o mundo externo durante o período em que esteve no cativeiro.

Fonte: r7