Pais são suspeitos de matar filha de cinco meses sufocada

Criança teria sido morta dentro do carrinho, com uma colcha pesada

Os pais de uma criança de apenas cinco meses serão investigados pela Polícia Civil como os principais suspeitos de matar a própria filha, no último domingo (1º), em Sete Lagoas, região central de Minas Gerais. De acordo com a assessoria de imprensa da corporação, o casal já era acompanhado pelo Conselho Tutelar, que havia recebido denúncias de agressão e cárcere privado da menina.

A delegada responsável pelo caso, Mariza Andrade, relatou que testemunhas já haviam informado que a criança, identificada como Mary Janie Correa Silva Santos, passava o tempo todo em um carrinho e era maltratada por Felipe Jardel Silva, de 25 anos, e Joana das Graças Correia Santos, de 22. No último domingo (1º), eles acionaram o Samu.

Os médicos constataram que o bebê havia sofrido uma parada cardíaca e ainda tentaram procedimentos de reanimação, sem sucesso. Em seguida, um laudo do IML apontou que Mary Janie foi morta por asfixia mecânica. A principal suspeita é que ela tenha sido sufocada dentro do carrinho, por uma colcha pesada. Revoltados, vizinhos ainda tentaram linchar o casal, que fugiu de casa e foi localizado na última segunda-feira (2).

Como já havia passado o flagrante, os pais da menina somente foram ouvidos e liberados. O caso ainda está sendo apurado.


Pais são suspeitos de matar filha de cinco meses sufocada

Pais são suspeitos de matar filha de cinco meses sufocada

Fonte: r7