Após denúncias, diretor da Apae é preso por abuso sexual; saiba

A denúncia dos supostos abusos foi feitas pelas próprias alunas à Polícia Civil

A Polícia Civil do Estado do Pará divulgou neste domingo a prisão preventiva de um diretor regional da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), acusado de abusar sexualmente de oito crianças e adolescentes que estudavam em uma unidade municipal.

A denúncia dos supostos abusos foi feitas pelas próprias alunas à Polícia Civil. Segundo elas, o acusado tocava as partes íntimas das vítimas. "Existem acusações de que ele também exibia o órgão genital para as crianças", informou o delegado Vinícius Medeiros.

O acusado, no entanto, negou os crimes e alegou que estaria sendo vítima de uma perseguição política. Mesmo assim, ele deve permanecer preso até nova instrução da Justiça. Nossa reportagem tentou contato com a Apae nas unidades local e nacional, mas não encontrou ninguém para falar sobre o caso.

Fonte: Terra