Para roubar, flanelinhas usam dispositivos que destrava alarme de carros

Para roubar, flanelinhas usam dispositivos que destrava alarme de carros

Informações de vítimas apontam que eles levam tudo o que há na parte interna do carro.

Flanelinhas da região central de Teresina estão usando um dispositivo que, segundo a polícia, bloqueia o alarme e destrava os carros das suas vítimas. Eles realizam a ação após o motorista estacionar o veículo e sair. Informações de vítimas apontam que eles levam tudo o que há na parte interna do carro.

De acordo com o professor Jefferson Xavier, todos os seus pertences foram roubados quando ele fez um estacionamento na praça da Bandeira. Jefferson ainda perseguiu o flanelinha. "Estacionei o meu carro e quando voltei, vi que a mochila estava atrás no mesmo lugar, paguei o flanelinha e segui pra casa. Só lá me dei conta que eles abriram a mochila e levaram o que tinha dentro?, conta.

Em meio a essa situação, fica o alerta a todos que deixarem o carro estacionado no Centro de Teresina. A orientação da Polícia Civil é que a atenção deve ser redobrada e evitar deixar objetos de valor dentro dos carros. ?Espero que as pessoas tomem cuidado com relação a este golpe, que na verdade não é nem golpe, mas sim um artifício para conseguir de forma fácil o que você passou anos para adquirir?, avisa Jefferson.

Na ocasião, levaram o notebook e o HD externo da vítima, que é professor e precisa dos arquivos para trabalhar. ?Minha chateação não foi nem pelos bens materiais em si. Foi por conta de todos os meus arquivos, fotos, vídeos, cursos e palestras, que estavam nestes equipamentos. Agora vou ter que começar tudo do zero?, finaliza.

De acordo com o coronel Márcio, da Polícia Militar, os flanelinhas podem estar adquirindo o dispositivo pela internet, ou fabricado por técnicos em eletrônica. ?A gente tem conhecimento que técnicos eletrônicos podem estar passando informações privilegiadas de quem trabalha no ramo de instalação para efetuar bloqueios. O que é mais importante é que o cidadão tem a consciência de que qualquer objeto que fica no interior do carro pode atrair um marginal. O que a gente, às vezes não dá valor, para eles pode ser uma moeda para o crack. Portanto, temos que ter cuidado com o local onde se estaciona os carros.

Outra informação da Polícia, aponta que diversos desses flanelinhas já foram detidos e terminam voltando para as ruas. ?É necessário procurar um local que ofereça segurança?, conclui.

Fonte: Denison Duarte