Para viúva, ex-BBB pode ter reagido a assalto em chácara

Para viúva, ex-BBB pode ter reagido a assalto em chácara

Depois do crime, ela pensa em não voltar mais para a casa

Luciana Gusmão, viúva do ex-BBB André Luis Gusmão de Almeida, o Caubói, disse nesta quarta-feira (1º) que ele deve ter reagido a uma tentativa de assalto ao sítio onde moram em Alumínio, na região de Sorocaba, no interior de São Paulo. ?Provavelmente, ele viu alguma coisa no sítio. E como ele é daqueles que reage por qualquer coisa, porque já reagiu em assalto em São Paulo, ele realmente não tem medo, ele acabou indo provavelmente além do que devia, em vez de recuar, de me chamar e chamar a polícia?, declarou. ?Ele falava que sabia que ia morrer mesmo?, completou.

Luciana disse que esperava o marido dentro de casa, mas que saiu quando ouviu um forte barulho do lado de fora. ?Ele foi e não voltou. Eu não ouvi grito nenhum, só um barulho muito estranho. Parecia uma coisa caindo muito forte no chão. Os cães pararam de latir depois desse barulho que agora a gente sabe que foi um tiro. Ele não gritou nem nada?, contou.

Ela afirmou ainda que não viu o corpo do marido após o ocorrido. ?O André estava demorando muito para voltar e então eu chamei a polícia. Quando os PMs chegaram, eles pediram para eu trancar tudo e ficar dentro de casa. Mais tarde, fiquei sabendo que eles socorreram meu marido. Depois me disseram que, além do tiro, ele tinha marcas de agressão?, informou.

O corpo do ex-BBB foi encontrado dentro da edícula que era utilizada pelo caseiro da chácara. De acordo com Luciana, ele pode ter sido ?rendido no quintal? e levado, em seguida, para dentro da residência do caseiro. A edícula costuma ser utilizada como dormitório pelo sushiman do bar de André, que fica próximo à residência. O funcionário, porém, só ocupa o local aos fins de semana, quando o bar funciona.

Quando a polícia chegou, o ex-BBB foi encontrado caído dentro do quarto, próximo à cama. Na porta ao lado do quarto onde ele foi encontrado, há um interruptor que aciona um alarme. No entanto, André não o utilizou, segundo a víuva.

O casal e os filhos moram há dois anos na chácara. Depois do crime, a viúva pensa em não voltar para casa. ?Eu tenho medo, tanto que nem sei se vou ficar lá. Pelo menos por um bom tempo?, disse.

Mauro Santana, de 50 anos, amigo do ex-BBB desde 1987, foi um dos primeiros a chegar ao local do crime. De acordo com Mauro, assim que chegou ao local, ficou chocado com o que viu. ?Assim que cheguei, André já havia sido socorrido, mas fiquei impressionado com a quantidade de sangue que estava no local e a maneira como o quarto estava. Ver uma cena dessas, onde seu amigo pode ter sido executado foi muito triste pra mim?, relatou.

Fonte: G1