Tia de bebê estuprada recebeu ligação anônima em Pedro II

Pelo menos dez pessoas já foram ouvidas.

Às 8h30 de domingo, dia 07, uma bebê de um no e três meses foi estuprada e encontrada em um ponto de drogas, chamada de cracolândia, no bairro Santa Fé, na periferia do município de Pedro II, Norte do Piauí. O caso ganhou repercussão e continua sendo investigado pela delegada Camila Miranda, que já ouviu 10 pessoas entre parentes e pessoas que estavam próximo ao local do crime. Até o momento, entretanto, ninguém foi preso. 

A criança foi internada no domingo na Maternidade Dona Evangelina Rosa, onde passou por cirurgia para reconstituição da parte íntima. Ela apresentava graves hematomas na região íntima, além de lesões na rosto e na boca, no entanto, não corre risco de morte e passa bem. 

A mãe da menina estaria em uma festa no momento em que ela foi raptada e violentada. A menina estava sob cuidados de uma tia, que só percebeu a ausência da sobrinha no momento em que foi amamentar sua filha durante a madrugada e seguiu rumo a delegacia para registrar um Boletim de Ocorrências (B.O).

Camila Miranda vai indiciar o acusado ou acusados nos crimes de estupro de vulnerável e rapto,ambos comprovados com o laudo premilinar. A delegada irá solicitar à Justiça a quebra do sigilo telefônico da tia da menina, que recebeu uma ligação de número oculto horas antes da sobrinha ser encontrada.

Segundo Camila Miranda, a pessoa informou o local onde a vítima estava. “Queremos saber quem é e provavelmente essa pessoa pode ter outras informações”, disse Camila Miranda.

Suposta roupa da criança deixada no local (Crédito: FM Imperial)
Suposta roupa da criança deixada no local (Crédito: FM Imperial)




Fonte: Portal Meio Norte