Pastor acusado de abusar de irmãs dizia ter 'pênis abençoado'

'Pedia para a gente fazer oral nele', disse uma das vítimas.

Um caso ocorrido na zona rural de Aporé, interior do estado de Goiás, chamou atenção e causou indignação entre internautas nas redes sociais. Um pastor, identificado como Valdeci Picanto Sobrinho, de 59 anos, foi preso acusado de abusar sexualmente de várias mulheres. Ele dizia que tinha um "pênis abençoado"

Uma das vítimas, uma jovem de iniciais M.R., de 23 anos, relata que os abusos aconteciam nos fundo da igreja e as irmãs eram obrigadas a fazer sexo oral. “Muitas vezes, após os cultos, o Pastor Valdecir nos levava para um terreno nos fundos da igreja e pedia para a gente fazer oral nele até o espírito santo aparecer por meio da ejaculação”, afirmou. 

Valdecir, que também responde por abuso contra idosas, nega todas as acusações e se diz um 'servo do senhor'. “Vocês estão prendendo um servo do Senhor e ainda se arrependerão disso. Espero poder continuar com meu belíssimo trabalho dentro da prisão”, declarou ele ao ao acrescentar que teve um encontro com Jesus num bordel e que Ele lhe deu a missão de “distribuir o leite sagrado”. 

A delegada responsável pelo caso, Denise Pinheiro, informou que o acusado foi preso no momento em que esfregava seu membro no rosto de uma comerciante. “Quando autuamos o senhor Valdecir, ele não ofereceu resistência e ainda perguntou se eu queria fazer parte do reino dos céus durante o trajeto para a delegacia. Ele não tem vergonha de tais atos e acha tudo a coisa mais normal do mundo”, conta. 

Pastor acusado de abusos foi preso
Pastor acusado de abusos foi preso



Fonte: Com informações do Superradiosertaneja