Pastor é indiciado por abuso após delegada colher depoimentos

Foram ouvidos os depoimentos de três babás e o de Bianca.

O inquérito da polícia com relação a acusação de abuso sexual realizado pelo pastor Felipe Heiderich contra seu enteado, de apenas 5 anos, foi concluído e mostrou que existem indícios que comprovam o crime.

De acordo com a delegada Cristiana Bento, da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima, os depoimentos de três babás que trabalharam na casa da família, os laudos psicológicos e psiquiátricos da criança e o depoimento de Bianca Toledo, mãe da vítima e ex-mulher do acusado serviram como provas para as investigações.

“O que sabemos é que ninguém viu o estupro. As provas que nós temos são depoimentos de testemunhas. Trabalhamos apenas com indícios e não com provas cabais”, declarou ela.

A equipe da delegada analisou o celular e o computador de Felipe, mas não encontrou outras provas. Com isso, Cristiana afirmou que não é possível afirmar se existem novas vítimas do acusado.

“Se isso aconteceu com outra pessoa, a vitima precisa vir até a delegacia”, afirmou ela destacando que não existe a possibilidade de Bianca ter sido conivente em relação ao crime: “Para nós isso está fora de cogitação, ela não foi negligente”, esclareceu.

Bianca e Felipe (Crédito: Reprodução)
Bianca e Felipe (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Extra