Pastor estupra menino de 10 anos e diz que foi "por glória de Deus"

O menino diz que fez sexo em troca de um chinelo prometido.

Um homem de 52 anos de idade, que se apresenta como pastor evangélico, foi preso em flagrante por estuprar um menino de 10 anos no Núcleo Habitacional Buriti, região sudoeste de Campo Grande. O crime foi na noite desta segunda-feira (17), por volta das 20 horas.

Segundo a polícia, a criança estava na casa com a avó, o tio-avô e mais três primos quando um deles, um jovem de 20 anos, estranhou que o menino desapareceu do meio deles e que os outros estavam olhando o buraco da fechadura de um dos quartos.

O rapaz foi verificar o que os primos estavam olhando quando flagrou o irmão da avó mantendo relações sexuais com o menino. O jovem, a avó e a criança procuraram a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga para esclarecer o caso.

Image title

Na delegacia, a criança confessou a versão contada pelo primo. O menino afirmou ainda que fez sexo oral com o tio-avô em troca de um chinelo usado, que depois teve que devolver porque era de um primo. De acordo com o delegado plantonista, Reginaldo Salomão, a criança ainda disse que a conjunção carnal foi conseguida em troca de um empréstimo de videogame.

Os policiais se deslocaram até a residência e prenderam o suspeito em flagrante e o conduziram para a delegacia. Para o delegado o suspeito disse que era pastor de uma igreja evangélica e que praticou o ato sexual “pela glória de Deus”. Em relação a outros detalhes, ele preferiu ficar quieto.

O delegado disse que o pastor estava em liberdade condicional porque em 2009 estuprou outro familiar. Em agosto do ano passado ele conseguiu a condicional. Ele foi indiciado por estupro e pode pegar pena de 8 a 15 anos de prisão, e transferido para outra delegacia.

Fonte: Mídia Max