Pastora é estuprada e esfaqueada pelo marido após pedir separação

Vítima foi mantida em cativeiro e torturada durante cinco horas

A pastora Nívea de Jesus se casou pela segunda vez e, após quatro anos juntos, descobriu que o marido é um psicopata. Ele proíbe a companheira de conversar com qualquer amigo e colega de trabalho. Ele planejou matar Nívea, a dopou e torturou psicológicamente e fisicamente por mais de cinco horas.

Ela resolveu se separar, mas continuou vivendo na mesma casa que José Hamilton dos Santos. Nívea afirma que após saber que iria deixar a casa onde morava, o homem premeditou o crime. Ela conta que, há alguns dias as pessoas que estavam a sua voltam diziam que ela estava falando embolado e não estava andando normal.

No dia do crime, Nívea foi visitar uma amiga e quando voltou começou a tortura. Ele saiu da cozinha com uma peixeira e começou as ameaças e agressões na sala da casa. Depois, a mulher foi levada para o quarto e ameaçada para não gritar.

Quando o dia já estava amanhecendo, José Hamilton saiu de casa e falou para uma vizinha que Nívea estava passando mal. A mulher, que não quer se identificar, afirmou que o acusado ainda deu um beijo na testa da vítima e entrou no táxi com as duas. Ele desceu em um ponto, pegou outro veículo e a vizinha seguiu com Nívea para o hospital.

Após ficar vários dias internada, Nívea está morando na casa de parentes. Ela revela que ter medo que o marido a encontre novamente e exige justiça.

Image title

Image title


Fonte: Com informações do R7