"Pedi para ele não reagir", diz mãe de homem morto após assalto

Mecânico de 31 anos foi morto após reagir a um assalto em Vila Velha. Homem chegava em casa com a esposa, mãe e filha e foi assaltado

Um mecânico de 31 anos foi morto na noite desta quinta-feira (11) após reagir a um assalto no bairro Nova Ponta da Fruta, em Vila Velha, região Metropolitana do Espírito Santo. Segundo a mãe da vítima, a família chegava em casa de carro, quando dois homens armados quiseram roubar o veículo. O mecânico não quis entregar e acabou assassinado com quatro tiros. De acordo com a polícia, nenhum suspeito do crime foi encontrado.

Muito abalada com a morte do filho, a mãe contou como tudo aconteceu. ?A minha nora subiu com a filha deles e ele ficou para fechar o portão. Dois homens passaram e pediram informação, ele foi responder, mas eram bandidos. Botaram o revólver na cabeça dele querendo o carro e ele dizia mesmo que morria mas não entregava o carro. E eu falava "entrega tudo, até a sua calça". A gente não pode reagir, pedi para ele não reagir?, disse a aposentada Marildes Dumer Meira, mãe da vítima.

Após o ocorrido, os homens fugiram com o carro e a família ficou desesperada. ?É meu filho único, não tem dor, não tem nada que substitua um filho. O único filho que eu tenho, eu pensava que com 70 anos, eu ia morrer primeiro. Agora, ele, com 31 anos, bonito, trabalhando, e acontece uma desgraça dessa?, desabafou Marildes.

A esposa da vítima está grávida de três meses e espera um segundo filho.

Fonte: G1