Pedófilo se esconde em banheiro feminino e tenta abusar de criança

Polícia prendeu fugitivo em hotel no sul de Minas Gerais

Um homem acusado de tentar abusar sexualmente de uma criança de oito anos foi preso em flagrante, num parque na Água Branca, em São Paulo. O criminoso estava dentro do banheiro feminino e só foi detido porque a vítima saiu correndo, chorando e pedindo ajuda.

Décio Rodrigues Diniz, de 47 anos, nunca trabalhou e mora com os pais na zona oeste da capital paulista. De acordo com a polícia ele agia nos parques da região à procura de crianças.

No dia do flagrante, Décio se aproximou de duas crianças que estavam ao redor do lago. As mães estavam por perto e sentiram que algo estava errado.

Décio Rodrigues Diniz (Crédito: Reprodução)
Décio Rodrigues Diniz (Crédito: Reprodução)


"Ele já chegou se encostando em uma das crianças que estava próximo a fonte. Quando nós vimos essa situação estranha, nós saímos de perto dele e fomos em direção ao playground."

O pedófilo estava acompanhando os passos das duas crianças para agir no momento certo. Ele escutou o nome de uma delas quando a mãe a chamou e usou isso para tentar ganhar confiança e abusar da menina.

Décio Rodrigues Diniz (Crédito: Reprodução)
Décio Rodrigues Diniz (Crédito: Reprodução)


Segundo algumas mães Décio entrou no banheiro feminino do parque, dizendo que estava procurando a sobrinha, depois sem ninguém perceber ele se escondeu e esperou a menina entrar. Quando a criança entrou no local ele a chamou por três vezes, mas a criança ficou com medo e saiu correndo à procura da mãe.

Depois da tentativa de abuso, a mãe da criança pediu ajuda para um homem que estava passeando com os filhos. Por sorte, o homem era um Policial Civil e deu voz de prisão ao acusado.

A população ficou revoltada com a situação e só não bateu em Décio porque o Policial Civil impediu as agressões.

O criminoso foi levado à Delegacia Central de Flagrantes mas o delegado não prendeu o abusador. O advogado de defesa alegou que Décio fazia tratamento psiquiátrico e foi liberado.

Quando o caso foi encaminhado para a delegacia da região, o delegado titular fez uma pesquisa mais aprofundada e concluiu que Décio era realmente um pedófilo.

A polícia encontrou o criminoso num hotel no sul de Minas Gerais e já pediu a prisão preventiva do abusador. Com a prisão, outras vítimas devem aparecer para prestar depoimento.

Fonte: Com informações do R7