"Pela fama", afirma jovem sobre motivo de entrar no mundo do crime

Jucineide é uma das 133 presas custodiadas no presídio de Salvador.

“Pela fama, pelo poder de dizer o que é sim o que é não, a autoridade”, essa foi a justificativa de Jucineide Santana Moreira, condenada a 23 anos de prisão por tráfico de drogas e homicídio, para entrar no mundo do crime.

Há quatro anos presa, a jovem confessa que foi seduzida pelo suposto poder dentro da comunidade onde morava. Ela afirma que já teve relacionamentos com “alguns traficantes”.

Quando tinha 19 anos, a jovem começou a namorar um adolescente que integrava uma quadrilha de traficantes em Camaçari, na região metropolitana de Salvador.

Jucineide é uma das 133 presas custodiadas no presídio feminino de Salvador. Dessas mulheres, 70% estão presas por tráfico de drogas, enquanto 26% perderam a liberdade por envolvimento em homicídios.

Jovem afirma que adora o poder (Crédito: Reprodução)
Jovem afirma que adora o poder (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do R7