Pela morte de 21 cães, Justiça condena comerciante a pagar multa

Outros 22 cachorros estavam abandonados; eles estão em um abrigo

A Justiça de São Pedro condenou nesta quinta-feira (8) o proprietário da casa onde foram encontrados cães mortos e abandonados na última sexta-feira (3), a pagar uma multa no valor das despesas do tratamento veterinário recebido pelos animais por conta de maus tratos. O valor da indenização é R$ 1.845 e poderá ser pago em 10 vezes. A sentença também determinou a perda da guarda dos animais e o comerciante terá que prestar serviços comunitários. Dos 43 cachorros que foram resgatados pela polícia 21 morreram, segundo o grupo de protetores dos animais da cidade.

Image title

Em conversa, Vanessa Furlan, integrante do grupo de protetores dos animais de São Pedro, disse que achou a condenação dele "frágil". "Eu achei muito branda, tanto faz ele matar um ou matar 21? Infelizmente, a nossa legislação sobre maus tratos aos animais é fraca", diz.

A Justiça tambem determinou que a guarda dos cães ficará com dois veterinários da cidade e depois que eles estiverem completamente recuperados os animais serão colocados para adoção.

Comércio clandestino
Ainda de acordo com o grupo de protetores dos animais, o homem mantia em sua casa um comércio clandestino de venda de cães da raça cocker. No entanto, para desviar atenção da atividade ilegal, o comerciante vendia artesanatos com desenhos de cachorros. Os animais de raça ficavam no interior da casa e os vira-latas eram mantidos no quintal.

Na página pessoal dele no Facebook, consta que estudou medicina veterinária em uma faculdade de São Paulo e que é dono de um comércio de artesanato para animais.

Fonte: Com informações do G1