Eloá: "Lindemberg Alves hoje é uma celebridade", afirma advogado do PI

Eloá: "Lindemberg Alves hoje é uma celebridade", afirma advogado do PI

"Isso não se admite mais", diz vice-presidente dos Direitos Humanos da OAB-PI

O vice-presidente da Comissão dos Direitos Humanos da OAB-PI, Milton Gustavo Vasconcelos, em entrevista ao meionorte.com hoje(17), comentou sobre o julgamento de Lindemberg, que foi condenado com 98 anos de prisão por 12 crimes, entre eles a morte da ex-namorada Eloá Pimentel. Segundo Milton, Lindemberg vai cumprir 2/5 da pena que equivale a 39 anos de prisão e mesmo que tenha um bom comportamento, terá que cumprir a pena em regime fechado. " A pena foi calculada de acordo com as tentativas de homicídio. Foi um crime passional", disse ele.

Sobre a postura do réu durante o julgamento, o advogado disse que a juíza deve agir de forma fria, pois o direito julga o fato, e não julga o pós fato, fazendo referência à frieza demonstrada por Lindemberg perante a juíza e os jurados no tribunal.

" Lindemberg hoje é uma celebridade, mas criaram um monstro em cima do rapaz. Como será a vida dele após a pena. Ficará difícil encarar a vida e ser aceito na sociedade", acrescentou o advogado. Questionado sobre a aplicação da pena de morte no país para estes casos, Milton Gustavo acredita que houve uma evolução na sociedade. " Isso não se admite mais. Nos Estados Unidos, a maior parte das pessoas que são condenadas à pena, são negras, estrangeiras e existe um problema de direitos humanos naquele país. Pena de morte não seria a melhor solução para estes casos", declarou Milton.

Fonte: Marcos Moraes