Perseguição policial termina com morte de menina de 2 anos no Rio

Bandido colidiu no carro em que ela estava

Uma perseguição policial terminou com a morte de uma criança de 2 anos e 7 meses, na noite de domingo (07), em Bangu, Zona Oeste do Rio. Ana Carolina estava com a mãe e outros dois irmãos dentro do carro, estacionado na Estrada Porto Nacional, quando um bandido, em fuga, bateu na traseira do veículo. A menina sofreu traumatismo craniano e não resistiu aos ferimentos. Após a colisão, o criminoso, Walace dos Santos barreto de Melo, de 31 anos, foi baleado pelos militares e está internado no Hospital estadual Albert Schweitzer, em Realengo.

Image title

De acordo com policiais do 14º BPM (Bangu), Walace havia roubado o carro na área de Realengo e estava praticando roubos na região. A polícia foi acionada e iniciou a perseguição na Rua Marechal Marciano, no mesmo bairro, que só terminou em Bangu, após a colisão. No caminho, os PMs trocaram tiros com o criminoso.

Marta e os outros dois filhos, um menino de 11 anos e um bebê de dois meses, não ficaram feridos no acidente. A dona de casa contou que seu amigo, que dirigia o veículo, havia estacionado para deixar a mãe dela em casa, após a família sair de uma festa. Ao ouvir os tiros, Marta deitou a cabeça de Ana Clara no seu colo, e entregou a outra filha para o menino segurar. Logo em seguida, houve a colisão. O carro da família foi atingido na direção onde Ana estava deitada, e rodou na pista por cerca de 50 metros. Ainda segundo Marta, a filha chegou a ser socorrida com vida pelos policiais, mas morreu no hospital após sofrer duas paradas cardíacas.

Walace foi baleado no abdômen e está internado no hospital, onde passou por cirurgia durante a madrugada. A bala atravessou o corpo e saiu pela nádega. Com ele, os PMs apreenderam um revólver calibre 38 e cinco munições. De acordo com os militares, o ladrão tem quatro passagens pela polícia, a maioria por ameaça.

Fonte: Com informações do OGlobo