PF apreende droga que produziria 256 mil pedras de crack em PE

Pasta base de cocaína apreendida é pesada pela Polícia Federal

Policiais federais apreenderam, na quarta-feira, 16 kg de pasta base de cocaína que seria transformada em cerca de 256 mil pedras de crack (174 kg) em laboratórios clandestinos no Recife. Os agentes interceptaram a entrega da droga, transportada em um caminhão vindo de São Paulo. Após quinze dias de investigações, três equipes policiais foram mobilizadas para o local da entrega e prenderam o motorista Reginaldo Elizário dos Santos, 35 anos, o taxista José Severino Soares Melo, 59 anos, e apreenderam um menor de 17 anos.

Segundo a Polícia Federal, o menor chegou no táxi e recebeu de Reginaldo uma caixa de papelão, que foi disposta no banco traseiro do veículo, que foi perseguido e abordado logo após passagem pela avenida Caxangá. Em busca ao veículo, foram localizados 15 tabletes de pasta base de cocaína envoltos em balão de festa. A droga pertenceria ao presidiário Luciano Ferreira da Silva, 38 anos, que cumpre pena por roubo, receptação e tráfico de drogas no Presídio Anibal Bruno desde 2001. O crack produzido pela droga abasteceria vários pontos de venda da região metropolitana do Recife.

Os adultos presos foram autuados por tráfico interestadual de entorpecentes e, caso sejam condenados, poderão pegar penas de até 10 anos de reclusão. Eles foram submetidos a exame de corpo de delito e, em seguida, encaminhados para o recambiados para o Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), onde ficarão à disposição da Justiça. O menor foi encaminhado para a Gerência de Polícia da Criança e do Adolescente.



Fonte: G1