PF diz que traficante "playboy" tinha horário fixo para trabalhar

PF diz que traficante "playboy" tinha horário fixo para trabalhar

Clientes eram moradores de classe alta e empresários

A Polícia Federal informou, nesta quarta-feira (25), que o suspeito de vender drogas na Zona Sul do Rio de Janeiro, preso na terça-feira (24), tinha até horário fixo para trabalhar, com mostrou o RJTV.

?A gente identificou que o escritório dele era em Ipanema, ele ficava a partir das 16h aguardando ligações telefônicas e quando um usuário solicitava, ele entrava no veiculo, repassava a droga e saia, continuando assim ate as 22h a sua venda?, disse o delegado da Polícia Federal Fábio Andrade.

Segundo a polícia, a droga era vendida para a classe alta, moradores da Zona Sul, principalmente empresários. Com o suspeito foram apreendidos R$ 38 mil, 270 euros e 1.099 dólares, além de vários papelotes de maconha, haxixe e cocaína. As vendas eram feitas em esquema de entrega em domicílio.

O preso, também morador da Zona Sul, será encaminhado ao sistema penitenciário estadual, podendo responder por tráfico de drogas, com pena de 5 a 15 anos.

Droga na praça

O homem, com as iniciais W.B.N, de 32 anos, foi preso em flagrante quando vendia skank para um usuário que também foi encaminhado para a Delegacia de Repressão a Entorpecentes da PF. Segundo a Polícia Federal, ele também fornecia outros tipos de drogas. Segundo a polícia, W.B.N. vendia drogas diariamente na Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, na Zona Sul do Rio.

?Foi importante o golpe no combate ao tráfico na cidade do Rio e principalmente na Zona Sul, porque este traficante era uma figura de destaque na distribuição de drogas nesta área da cidade?, disse Victor Poubel, coordenador de combate ao crime organizado da PF.

Fonte: G1