Polícia investiga se tema de redação do Enem vazou

O Ministério da Educação informou que tem convicção de que não houve vazamento

A Polícia Federal de Juazeiro (BA) começou a investigar a suspeita de vazamento do tema da prova da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Segundo o delegado Alexandre de Almeida Lucena, os investigadores devem ouvir professores de Petrolina (PE) que teriam ouvido comentários de alunos sobre o assunto tratado, pouco antes pouco antes da prova, que aconteceu neste fim de semana, em todo o país.

"É uma investigação prévia. Vamos falar com professores e alunos para saber o que aconteceu e, se necessário, abriremos um inquérito", disse ele.

Depois do primeiro dia do Enem 2010, no sábado (6), estudantes já haviam relatado problemas na impressão da folha de resposta e da prova amarela.

A redação fazia parte da prova aplicada no domingo (7) e teve como tema o trabalho na construção da dignidade humana. Com base em dois textos, os estudantes podiam escolher entre o trabalho do futuro e a escravidão.

A assessoria de imprensa do Ministério da Educação informou que tem convicção de que não houve vazamento, e que aguarda a investigação policial.

Suspensão

Por enquanto, o Enem está suspenso, por decisão da Justiça Federal do Ceará. O Ministério da Educação informou que vai recorrer.

O Ministério da Educação disse que vai abrir uma página, na internet, a partir de quarta-feira (10), para receber reclamações de inscritos que foram prejudicados pelo erro de impressão da folha de resposta.

O ministério e a gráfica responsável pela impressão já admitiram também o problema na prova amarela. O Inep estuda a possibilidade de aplicar um novo exame para os alunos que receberam o caderno errado e não fizeram a troca.

Fonte: Globo, www.globo.com