PF prende quadrilha que dava golpes em servidores aposentados

As prisões da Operação Bloqueio ocorreram nos municípios de Brasília, Belo Horizonte (MG), São Luís (MA) e Paraupebas (PA).

A Polícia Federal (PF) prendeu na manhã desta terça-feira sete suspeitos de integrar uma quadrilha de estelionatários especializada em golpes contra servidores federais aposentados. Segundo a PF, os golpistas se apresentavam como funcionários do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), desembargadores, juízes, procuradores ou advogados para solicitar às vítimas depósitos de determinadas quantias, sob o pretexto de que os valores corresponderiam a custas judiciais ou honorários advocatícios de processos judiciais que as beneficiariam.

As prisões da Operação Bloqueio ocorreram nos municípios de Brasília, Belo Horizonte (MG), São Luís (MA) e Paraupebas (PA). Para realizar a fraude, os estelionatários possuíam arquivos contendo dados pessoais dos servidores públicos - como RG, CPF, telefone e endereço. Com estes dados, os suspeitos conseguiam, além de estabelecer um vínculo de confiança, se passar por funcionários do Poder Judiciário, detentores de informações privilegiadas.

As investigações tiveram início após a Ouvidoria do CNJ receber mais de 100 denúncias envolvendo os golpistas. De posse do material, o CNJ requisitou à PF a abertura do inquérito. Além dos mandados de prisão temporária, a PF também cumpriu três mandados de busca e apreensão, todos no Distrito Federal.

Fonte: Terra