Piauí regista primeiro homicídio por motivação política em 2012

Após briga, simpatizantes de grupos políticos rivais discutem e um atira no outro após passeata.

O primeiro homicídio de motivação política no Piauí, nestas eleições de 2012, foi registrado na madrugada deste sábado(18), no município de Pimenteiras (a 250 quilômetros de Teresina). Na cidade, a disputa entre as coligações ?Unidas por uma nova Pimenteiras? dos partidos PTB, PP e PSD e a ?Nação Pimenteiras? formada pelo PSB, PT, PMDB, DEM e PSDB está deixando os ânimos dos simpatizantes acirrados.

O crime aconteceu por volta das 4h30, em um bar na avenida central da cidade, quando o suspeito, Antonio Ailton Teixeira Noronha, 57 anos, conhecido como Teté, encontrou novamente a vítima José Djailson Leal da Silva, 26 anos, conhecido Nenê, e os dois teriam começado novamente uma discussão, que teria terminado com Teté sacando um revolver calibre 38 e disparando contra Nenê acertando um tiro no peito e outro na coxa.

Nenê ainda foi socorrido e encaminhado para Teresina, onde passou por uma cirurgia, mas depois de duas paradas cardíacas, não resistiu e morreu.

De acordo com o comandante da 2ª companhia do 4º Batalhão, localizada em Valença, que cobre Pimenteiras, capitão Antônio dos Santos Neto, o crime teve motivação política.

?Há cerca de dois meses atrás, eles já haviam discutido e o clima se agravou numa seresta ontem à noite, depois de um bandeiraço do 40 [PSB]. Lá eles se desentenderam novamente. Por volta das 4h20, eles se encontraram nesse bar e discutiram mais uma vez e terminou com Teté disparando dois tiros na vítima?, contou o capitão Santos.

O acusado fugiu logo em seguida em um Fiat Uno, cor preta, veículo de sua propriedade. Policiais militares de Valença foram acionados para fazer diligências no intuito de encontrá-lo. A delegacia regional, também com sede em Valença, foi avisada e está tomando as providências para pedir o mandado de prisão do acusado.

O capitão Santos chegou à cidade com uma guarnição para manter a ordem no município. ?O clima está tenso. Há uma revolta dos simpatizantes do 14 [PTB]. No momento estamos reforçando o policiamento, mas esperamos que seja um fato isolado, já que eles já tinham uma rixa, apesar da motivação ser política, infelizmente?, afirmou o oficial PM.

Ele disse também que o juiz da comarca Vagner Linhares e promotor, identificado como Danilo, já foram informados do fato.

Fonte: Piripiri40graus