Piauiense de 13 anos é resgatada em favela carioca

Ela fugiu para morar com o namorado, mas foi devolvida à mãe.

Uma menor de 13 anos que havia fugido de casa, no Piauí, foi resgatada na Favela Para-Pedro, em Colégio, na Zona Norte do Rio, por policiais da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítima (Dcav), nesta segunda-feira. A menina estava vivendo com na casa do ex-namorado, José Orlando de Matos, de 22 anos, e da mãe dele, Maria dos Remédios da Conceição Matos. O relacionamento entre o casal já havia terminado, mas a adolescente foi obrigada a permanecer na residência pela ex-sogra, que a espancava. A mulher está presa e o rapaz, sendo procurado. Maria dos Remédios responde por maus-tratos e lesão corporal e José Orlando, por estupro de vulnerável.

O drama da família da adolescente começou em 12 de dezembro de 2012, quando ela fugiu de casa. Na época com 12 anos e apaixonada, a garota deixou tudo para trás e decidiu viver com o José Orlando, homem que considerava o amor de sua vida. Para conseguir viajar sem autorização dos pais, a menina usou a identidade da irmã do namorado.

O conto de fadas, porém, terminou logo que o casal chegou a o Rio. O namoro acabou e a jovem começou a ser maltrada por Maria dos Remédios. Ela seria mantida trancada em casa e estuprada por José Orlando constantemente. Há cerca de uma semana, conseguiu escapar e telefonou para a mãe, pedindo socorro. A mulher conseguiu falar com Maria dos Remédios por telefone e pediu que filha fosse mandada de volta para o Piauí. Mas Maria respondeu que, se quisesse a filha de volta, a mãe que fosse buscá-la na favela.

A mãe, então, veio ao Rio e procurou a Dcav, nesta segunda. Ela passou o número do telefone da casa onde a filha estava e os policiais conseguiram localizar a residência. Ao ver o cerco policial, Maria dos Remédios abandonou a menina na rua e fugiu. A adolescente foi encaminhada pelos policiais para o Instituto Médico-Legal (IML), onde fez exame de corpo de delito.

Na delegacia, a vítima contou que durante os dois meses que esteve no Rio de Janeiro foi maltratada pela sogra que a agredia verbalmente e fisicamente, chegando a cortar sua mão com um faca, durante uma briga no mês passado. Ela disse ainda que manteve relações sexuais com seu namorado pela primeira vez quando ainda tinha 12 anos de idade, no Piauí, e continuou mantendo aqui no Rio de Janeiro.

Na noite desta segunda, uma equipe da Dcav levou mãe e filha à Rodoviária Novo Rio. As duas embarcaram de volta ao Piauí.

Fonte: Extra