Pintor tinha sido preso nos anos 90 por matar com um taco de sinuca

Processos relatam crueldade de Jorge Luiz de Oliveir

Muito antes de Renata e Carlos serem mortos, o pintor Jorge Luiz Morais de Oliveira havia se encontrado com um porteiro e um marceneiro. O primeiro levou cinco tiros e, o outro, golpes de taco de sinuca. Os crimes aconteceram nos anos de 1994 e 1995, ambos por volta das 19h de um sábado em ruas em um raio de 1 km de onde a polícia localizou seis corpos nesta semana.

Pelos dois assassinatos, ele já cumpriu pena de 19 anos. Todas as informações foram retiradas dos processos já arquivados pela Justiça.Desde sexta-feira (25), o pintor está preso e confessou ter matado um homem e cinco mulheres na Favela Alba, no Jabaquara, Zona Sul de São Paulo.

Image title

Fonte: G1