Pistoleiro acusado de executar Emídio Reis é preso

Pistoleiro acusado de executar Emídio Reis é preso

Investigadores acreditam que o acusado deve passar informações importantes para a elucidação total do caso

O acusado de ser o pistoleiro que executou o ex-vereador Emidio Reis, Valter Ricardo da Silva, mais conhecido como Valté, está preso na GRECO (Grupo de Combate ao Crime Organizado). Ele foi preso no Estado do Pará e agora vai ser ouvido pelo delegado que preside o inquérito com o acompanhamento do Promotor de Justiça de Picos, Cláudio Soeiro, que se encontra em Teresina e concedeu entrevista ao repórter Pedro Borges.

?Ele é uma peça fundamental para a investigação e, com certeza, informações novas e importantes serão trazidas para o inquérito e serão feitas novas diligências para ter a resolução do caso?, pontua o Promotor de Picos.



O delegado Menandro Pedro fala como foii realizado o trabalho de prisão de Valter da Silva. ?Passamos dez dias naquela região fazendo um levantamento e não conseguimos prender. Quando cheguei aqui em Teresina um levantamento me levou a uma pessoa que não é policial, mas me ajudou muito com informações e nosso setor de inteligência deu o endereço exato de onde ele estava. Só fiz ligar para os colegas, o delegado Xavier, de Castanhal e ele estava exatamente nessa residência sentado e a polícia teve só o trabalho de prendê-lo. Chegamos às 4h da manhã, já com o preso e ele está à disposição da justiça?, declara Menandro Pedro.

A polícia civil declara que a prisão de Valté é muito importante para a elucidação total do caso. Um crime que chocou a região sul do Piauí contra o ex-verreador Emídio Reis.

Fonte: Marcilany Rodrigues