PM admite erro de sargento que atirou em torcedor do São Paulo no Bezerrão

O crime ocorreu no estacionamento de um shopping do Gama

Até mesmo a Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) deixou de defender o sargento José Luiz Carvalho Barreto. A corporação reconheceu ontem que a seqüência de falhas do policial com 21 anos de experiência resultou na lesão capaz de tirar a vida do torcedor paulista Nilton César de Jesus, 26 anos.

O crime ocorreu no estacionamento de um shopping do Gama cerca de 10 minutos antes de começar a partida entre Goiás e São Paulo, no estádio Bezerrão, no domingo.

O jovem levou um tiro na nuca, está internado no Hospital de Base do DF e, segundo o último boletim médico, continua em estado grave.

O corregedor da PMDF, coronel Francisco das Chagas Maia, avaliou que o sargento José Luiz agiu com imprudência. ?Ele mantinha a munição na agulha, a arma destravada e o dedo no gatilho. Fez tudo ao contrário do que é ensinado aos policiais militares.

E não pode nem alegar imperícia, pois estava habilitado para usar a arma?, afirmou. O oficial fez a avaliação após assistir às imagens gravadas pela Rede Record. O cinegrafista flagrou o momento em que o policial atingiu a vítima. O tiro saiu de uma pistola Taurus calibre 40mm.

Fonte: Em Tempo Real