PM é morto dentro de quartel no CE

O crime ocorreu quando o militar estava sendo interrogado por um oficial

Um cabo da Polícia Militar foi morto, no fim da manhã de ontem, dentro do 2º Batalhão da PM, sediado em Juazeiro do Norte. O crime ocorreu quando o militar estava sendo interrogado por um oficial sobre a acusação de ter levado uma adolescente de 17 anos para um motel, no Crato, onde ambos usavam pedras de crack.

Tudo começou às 5 horas da manhã quando o cabo Francisco Célio Carolino da Silva, 43, chegou ao motel Flores, localizado no bairro São Miguel, acompanhada da jovem. Segundo as funcionárias do motel, logo depois da entrada do casal foram ouvidos gritos de pedido de socorro. A adolescente saiu gritando e se escondeu no quarto vizinho, enquanto o cabo, de arma em punho, ameaçava a todos.

´A partir daquele momento o motel virou um inferno´, contou uma das funcionárias. Outra delas teve uma crise nervosa. O fato foi comunicado à Polícia que, imediatamente, compareceu ao local.

O cabo Carolino foi localizado em um matagal nas proximidades do local pelos sargentos ´Da Silva´ e Paulo, cabo Linésio e os soldados Aguiar, Luciano e Williams. Em seguida foi levado para a Delegacia Regional de Polícia Civil do Crato, ainda, segundo os policiais, sob o efeito das substâncias entorpecentes. Os PMs apreenderam uma pedra de crack encontrada no quarto onde os dois estavam e a arma com a qual o cabo teria ameaçado a jovem.

De acordo com as informações prestadas pelos PMs, no momento do interrogatório o cabo teria tentado tomar a arma de um oficial que o estava interrogando e terminou alvejado com dois tiros no tórax por um soldado. Socorrido para o Hospital Santo Inácio, o policial não resistiu.

A Polícia local evita falar sobre o assunto. A informação é de que o cabo Carolino já tinha sido preso antes por porte ilegal de arma e seqüestro.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br