PM encontra crianças abandonadas e casal morto em estrada de Mairinque

Uma das meninas tem um ano e a outra entre dois e três anos. Testemunhas dizem que um carro parou, deixou as crianças e foi embora.

Duas crianças, entre um e três anos, foram encontradas abandonadas em uma estrada do bairro Moreiras, em Mairinque (SP), na madrugada desta quinta-feira (19). Horas depois, perto do local, a polícia também encontrou um homem e uma mulher assassinados, ainda sem identificação. A polícia investiga se os dois casos têm relação.

Segundo informações da Polícia Civil, duas testemunhas ouviram quando um carro parou na estrada durante a madrugada. Logo em seguida, ouviram o choro de crianças e o barulho do veículo saindo. Quando os moradores foram ao local para ver o que acontecia, encontraram as duas meninas na estrada, debaixo da chuva, e acionaram a polícia.

As testemunhas não conseguiram identificar nem mesmo a cor do veículo, já que a estrada, que fica na zona rural, não tem iluminação. A polícia informou que as crianças estavam bem vestidas e choravam muito.

Elas foram levadas à delegacia e, em seguida, encaminhadas ao Conselho Tutelar de Mairinque, onde permanecem até que a juíza da infância e adolescência determine que as duas sejam levadas para o abrigo municipal.

"Estamos oficializando a juíza do abandono das duas crianças e pedindo o abrigamento delas enquanto correm as investigações", explica a conselheira tutelar Mônica Coelho da Silva.

Durante a madrugada, foi Mônica quem fez o atendimento às crianças. Ela conta que elas estavam assustadas, mas estão bem. "Elas não têm nenhum machucado aparente e parecem estar bem de saúde. Já pararam de chorar e estão mais tranquilas", comenta a conselheira.

Na mesma estrada

A cerca de três quilômetros de onde as crianças foram achadas abandonadas, a polícia encontrou os corpos do casal, na manhã desta quinta-feira.

A polícia suspeita que as vítimas são pais das crianças encontradas. A investigação continua sendo feita para checar essa hipótese. Por enquanto, nenhum parente procurou a delegacia e, caso isso não ocorra, apenas exames vão poder comprovar se há parentesco entre eles. Os corpos foram levados ao Instituto Médico Legal (IML).

Fonte: G1