PM investiga o desaparecimento de jornalista baiano

Houve três saques na conta de Marcos nesse período

A polícia de Juazeiro, norte da Bahia, investiga o sumiço do jornalista Marcos Vinícius Gonçalves Santana, 24 anos, desaparecido desde o dia 03 de novembro.

Segundo familiares, o último contato realizado pelo jornalista foi no feriado do dia 02, quando informou que viajaria à trabalho para a cidade de Canudos, a 410 km da capital baiana, no dia 03 de novembro. A família só registrou queixa na terça-feira, já que, apesar de não dar notícias, Marcos havia prometido voltar no sábado. A partir desta data, a polícia precisava ainda de 72h de desaparecimento para registrar a ocorrência.

De acordo com o delegado responsável pela investigação, Flávio Martins, houve três saques na conta de Marcos nesse período. Um no Rio de Janeiro, de R$ 50, e dois em São Paulo, de R$ 200 e R$ 250. Pelos valores dos saques, a polícia deduz que o próprio jornalista realizou as transações. O delegado solicitou as imagens da rodoviária de São Paulo, onde um dos saques foi realizado.

A polícia também entrou em contato com a Infraero para descobrir se ele viajou de avião e para onde foi. Além disso, pediu quebra de sigilo na linha do celular de Marcos para ver se ele falou com alguém depois de desaparecer.

Marcos Vinícius é formado em Jornalismo e Multimeios pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB), e trabalha na assessoria de comunicação do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (IRPAA).

Fonte: Terra, www.terra.com.br