PM mata homem depois de ser esfaqueado

PM mata homem depois de ser esfaqueado

Revoltados, populares tentaram invadir o hospital

Uma ação policial terminou em conflito, na noite de terça-feira última, na cidade de Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza. O incidente aconteceu quando policiais do Ronda do Quarteirão tentaram impedir um suposto assalto e o suspeito reagiu com uma faca na mão, atingindo o sargento PM Carlos Augusto, fiscal do policiamento naquela cidade.

O PM sacou de seu revólver e atirou para o alto. Mesmo assim, o agressor partiu em sua direção e o esfaqueou numa das mãos, além de rasgar sua farda. Na briga, o militar atingiu o homem com dois tiros. O acusado acabou morrendo.

Já o PM foi levado pelos colegas de farda para o hospital ´Gonzaguinha´ de Maranguape. Mas, logo familiares do homem morto, que foi identificado como Antônio Carlos Paulino da Silva - se dirigiram ao hospital para tomar satisfações com o sargento. Minutos depois, formou-se um tumulto na porta daquela unidade de saúde.

Acreditando que o militar viesse a sofrer agressão, os colegas dele pediram reforço e, em pouco tempo, várias viaturas compareceram ao local. O tumulto generalizou-se e foi necessária a intervenção do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate), além do supervisor do policiamento da Capital, major PM Ricardo Moura. A família de Antônio Carlos negou que ele fosse assaltante e informou que o rapaz, sequer morava no Ceará. Estava de férias e residia em São Paulo. O PM apresentou-se na Delegacia de Maracanaú.

Fonte: Diario do Nordeste