PM que aitrou em empresário passava por tratamento psiquiátrico

Empresário foi baleado pelo PM após discussão em um bar no Piauí.

Um empresário identificado como Igor da Costa Rocha, de 29 anos, foi atingido com dois tiros de revólver em um bar de sua propriedade localizado na praça da Rodoviária de Campo Maior. Os disparos foram realizados pelo Cabo da Polícia Militar Rafael Monte Barbosa.

De acordo com informações do Major Etevaldo Silva, comandante do 15º Batalhão da Polícia Militar, o policial, que é pai de Willy Berg, morto em 2014 após ser atingido com um golpe de espeto na barriga, estava passando por tratamento psiquiátrico. 

“O Cabo sofre de problemas da ordem psicológica. Ele passa atualmente por tratamento no CAS da PM e está lotado no Q.G.C, em Teresina. Devido a esse procedimento médico sua arma foi recolhida e ele estava proibido de usar arma de fogo”,informou.

Ainda segundo  o comandante, Rafael possui um histórico de se envolver em brigas e discussões.

“Conversei com o comandante do Cabo Rafael no Q.G.C. Ele revelou que o policial lhe dava muito trabalho. É um PM que tem um histórico de se envolver em brigas e discussões. Foi transferido de Campo Maior para Teresina depois de vários fatos desses se repetirem em Campo Maior”, afirmou.

Polícia Militar Rafael Monte Barbosa
Polícial Militar Rafael Monte Barbosa

Entenda o caso

O crime aconteceu após o policial, aparentemente embriagado, ter ficado descontrolado após ser rejeitado por uma jovem que se encontrava no local na companhia de amigos. Irritado, o policial fechou o porta-malas de um veículo que estava ligado com um som, iniciando a confusão com o proprietário do automóvel.

O empresário intercedeu na tentativa de amenizar a situação e acabou sendo atingido com dois disparos, um em cada perna. Igor da Costa foi levado para o Hospital Regional de Campo Maior mas por conta dos ferimentos foi transferido para o Hospital de Urgência de Teresina.

Fonte: Portal Meio Norte/ Com informações do Campomaioremfoco