PM suspeito de extermínio volta para prisão

Cabo e sua mãe foram detidos por suspeita de ameaça em Vespasiano

O cabo da Polícia Militar Rodney Balbino Leonardi, 38 anos, conhecido como Robocop, foi localizado e preso nesta terça-feira (8) em Vespasiano, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG). Ele fazia tratamento psiquiátrico em uma clínica e foi levado para a prisão. As informações são do jornal Hoje em Dia.

De acordo com a polícia militar, o agente é suspeito de ameaçar testemunhas. Ele também pode ter envolvimento com um grupo de traficantes, que seriam responsáveis pelas execuções de mais de 30 pessoas, na maioria devedora de drogas e integrantes de gangues rivais.

O cabo foi preso no mês passado com o irmão Robert Balbino Leonardi e outras seis pessoas. Ele foi recolhido em um quartel da PM de Vespasiano. Além do cabo, a mãe dele, a ex-vereadora e ex-líder comunitária de São José da Lapa, Hilda Balbino Leonardi, também foi detida, no bairro Dom Pedro I.

No local, a polícia encontrou uma garrucha calibre 36, uma pistola 380, um revólver 38, estojos de vários calibres, munições, cerca de R$ 7.000, além de dois rádios comunicadores, agenda e um computador (CPU).

A mulher foi ouvida pela polícia sob a suspeita de estar pressionando e ameaçando testemunhas e parentes das vítimas. Os dois estavam sendo procurados pela polícia desde a última quarta-feira (2), quando a Justiça de Vespasiano expediu mandado de prisão contra eles.

Fonte: R7, www.r7.com