PMs cantam 'parabéns' para jovem preso no dia que completou 18 anos

O suspeito foi encaminhado para a delegacia da região

Um procedimento administrativo foi aberto para apurar se houve excessos na conduta de policiais militates do 10º BPM (Assú), no Rio Grande do Norte, que cantaram "parabéns para você" para um suspeito preso no dia do aniversário de 18 anos, em Itajá, nesta terça-feira. Um vídeo do momento foi divulgado em redes sociais.

Na gravação, o suspeito, identificado como Alisson Silva de Arruda, aparece ao lado da motocicleta que havia sido roubada. Um policial militar para perto dele e diz: "Esse cidadão foi pego agora com uma moto roubada, após uma queixa de furto. Esse cidadão é do Ceará. Mas o que mais me chamou a atenção e até nos comoveu, a equipe toda está emocionada, é que ele hoje está completando 18 anos. Isso é um fato histórico para a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte. Nada mais justo do que a gente cantar os parabéns para esse cidadão".

PMs cantam 'parabéns' para jovem preso no dia que completou 18 anos (Crédito: Reprodução)
PMs cantam 'parabéns' para jovem preso no dia que completou 18 anos (Crédito: Reprodução)


Então, os agentes começam a aplaudir enquanto cantam a música para parabenizar o rapaz, que sorri sem graça. Um policial, que não aparece nas imagens, chega a pedir ao suspeito: "Bate palma!".

Na rede social, enquanto alguns internautas debocharam do suspeito e ironizaram a situação, outros criticaram: "No caso, o serviço da polícia militar deveria se ater em levar o autuado ou suspeito detido até uma delegacia mais próxima para averiguação dos fatos e instauração do competente inquérito policial, mas nunca querer tripudiar, zombar sobre os direitos individuais do preso, além de ser um ato de desrespeito", escreveu um usuário do Facebook.

PMs cantam 'parabéns' para jovem preso no dia que completou 18 anos (Crédito: Reprodução)
PMs cantam 'parabéns' para jovem preso no dia que completou 18 anos (Crédito: Reprodução)


De acordo com o major Assis Santos, comandante do batalhão de Assú, os policiais que participaram da ação já foram identificados, mas não terão os nomes divulgados. Ele afirmou que o caso será apurado pela corporação por meio de um procedimento administrativo. Segundo o major, o suspeito foi encaminhado para a delegacia da região após a prisão.

Segundo o porta-voz da PM do Rio Grande do Norte, o tenete coronel Artur de Araújo, os agentes envolvidos no caso não foram afastados de suas atividades.



Fonte: Com informações do Extra