PMs do BOPE são presos por vazar informações para traficantes

Os policiais tinham que repassar informações de operações.

A Polícia Militar e o Ministério Público deflagraram uma operação denominada ‘Black Evil’ com a finalidade de cumprir cinco mandados de prisão contra policiais do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) acusados de repassar informações sigilosas da polícia para traficantes de várias comunidades do Rio de Janeiro e da Baixada Fluminense, em troca eles recebiam propina.

Segundo informações da promotora Angélica Glioche, as regras dos comportamentos dos policiais eram ditadas através de códigos pelo chefe da quadrilha, o policial militar André da Silva Felizardo.

“Ele que dizia como eles deveriam se comportar, era tudo baseado em um código de conduta, como por exemplo, tinham eu dar bom dia e boa noite para os traficantes, tinham que dar satisfação de tudo mesmo se não tivesse operações. Também pediam desculpas quando mesmo tendo avisado com antecedência sobre as operações a polícia conseguia realizar prisões e apreensões na favela”, detalhou ela.

Promotora contou que houve desconfiança quando as operações não tinham resultado (Crédito: Reprodução)
Promotora contou que houve desconfiança quando as operações não tinham resultado (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Jornal Extra