Polícia apreende mais de R$ 10 mil e mulher vai para delegacia por supeita de tráfico

A Operação Destroyer foi coordenada pelo delegado regional Eduardo Aquino, Polícia Militar de Picos e acompanhada pelo público Cláudio Soeiro. Histórico da Operação Destroyer A Operação Destroyer fo

A Polícia Civil de Picos dando continuidade a Operação Destroyer cumpriu na tarde desta terça-feira,19, mais três mandados de busca e apreensão na cidade. Na ação uma grande quantia de dinheiro foi apreendida pela Polícia, estimada em mais de R$ 10 mil, e uma mulher foi conduzida a Delegacia sob suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas no município. Ao todo, 12 mandados já foram cumpridos.

De acordo com o delegado do 3º Distrito Policial, Antônio Madson, as buscas foram realizadas após a Polícia tomar conhecimento de que pessoas envolvidas com o tráfico de entorpecentes estavam em posse de grandes quantias de dinheiro, guardadas em suas residências, porém em meio as buscas nenhuma evidência física de droga foi encontrada.

Antônio Madson explica que a maior parte do dinheiro apreendido foi encontrado na casa de Antônio Marques, que já se encontra preso durante a Operação Monte Carmelo realizado em março do corrente ano, e que também foi indiciado pela morte de Carlos da Silva Rocha. O valor da quantia não foi ainda divulgada pela Polícia. ”O dinheiro apreendido ainda vai ser investigado pela Polícia se é realmente proveniente do tráfico. Nestas casas além do dinheiro foram encontradas notas promissórias, cheques, ambos em altas cifras o que surpreendeu a Polícia”, disse o delegado.

A outra quantia estipulada em R$10 mil foi encontrada na casa da sogra de José Fontes Camilo, vulgo “Gadinho”. O dinheiro estava guardado dentro de uma sacola plástica que porventura se encontrava dentro de uma bolsa a tiro-colo. “A proprietária da residência disse que só tomou conhecimento que em sua casa tinha este dinheiro quando os policiais o encontraram”, disse Antônio Madson.

A Operação Destroyer foi coordenada pelo delegado regional Eduardo Aquino, Polícia Militar de Picos e acompanhada pelo público Cláudio Soeiro.

 

Histórico da Operação Destroyer

A Operação Destroyer foi deflagrada na madrugada da última quinta-feira, 14, onde dois mandados de prisão e 22 mandados de busca e apreensão foram expedidos. Ao final da operação, nove pessoas foram conduzidas à Delegacia, entre elas, Maria Medianeira de Lima, Marcelino Joaquim de Aguiar, Marcelo Crisostomo da Silva, Raqueline da Silva Santos, Manoel Crisostomo, Flávio Miranda e Valdemar, além de dois menores, suspeitos de estarem envolvidos com o tráfico de drogas e porte ilegal de arma .

A Operação Destroyer foi assim denominada em alusão ao verbete de origem militar que aluz ao contratorpedeiro, navio de guerra, cujo emprego militar é de força descomunal.

Fonte: Riachaonet