Polícia apresenta foto de executor de Eliza Samudio

Segundo delegado que comanda as investigações, Bruno viu quando a ex-namorada foi ferida

O goleiro Bruno e o amigo dele, Luis Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, foram transferidos na tarde desta quinta-feira para o presídio de Bangu II, no Rio de Janeiro.

Segundo a assessoria de imprensa da polícia civil, o pedido de prisão preventiva do ex-policial está previsto para a tarde desta quinta.

Marcos Aparecido, o Neném, segundo a polícia, foi realmente o autor do crime. Ele foi expulso da Polícia Civil, tem passagens pela polícia e segundo os investigadores é considerado como um especialista em matar.

Sergio Rosa Sales, primo do goleiro Bruno foi ouvido durante toda amanhã. Ele disse que não estava na casa e que não tem participação no homicídio, mas confessou que estava no carro do goleiro Bruno no dia 8 de junho, quando o veículo foi apreendido. Disse também que chegou a ver Eliza Samudio ferida, mas que só ficou sabendo do assassinato depois.

Todos esses detalhes chocantes foram passados durante uma entrevista coletiva nesta manhã.

Fonte: g1, www.g1.com.br