Polícia apresenta hoje rackers que vazaram fotos de Dieckmann

Polícia apresenta hoje rackers que vazaram fotos de Dieckmann

A divulgação das imagens da atriz aconteceu em 4 de maio deste ano e virou um dos assuntos mais comentados na web.

A polícia deve apresentar, nesta segunda-feira (28), os responsáveis por invadirem o site da Cetesb (Companhia Ambiental de São Paulo) e divulgarem fotos íntimas de Carolina Dieckmann. A divulgação das imagens da atriz aconteceu em 4 de maio deste ano e virou um dos assuntos mais comentados na web.

O Deic (Departamento de Investigações sobre Crime Organizado) ainda não confirmou se haverá uma coletiva de imprensa na sede do departamento, na zona norte da capital.

O site da Cetesb (Companhia Ambiental de São Paulo) voltou a funcionar no dia seguinte após a invasão dos hackers. A companhia informou que o banco de dados não foi afetado pelo ataque.

Histórico

O vazamento das fotos de Carolina Dieckmann aconteceu no dia 15 deste mês e virou caso de polícia. Segundo as investigações, os suspeitos por divulgarem as imagens são do interior de Minas Gerais e São Paulo. Um deles é menor de idade e seria o responsável por pedir R$ 10 mil para que as fotos não fossem publicadas.

Os investigadores da DRCI (Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática) do Rio de Janeiro chegaram aos criminosos por meio de programas de contraespionagem.

Uma varredura no computador de Carolina constatou que foram roubados 60 arquivos dela. De acordo com o advogado dela, Antônio Carlos Almeida Castro, Carolina disse que não sabia que as fotos íntimas estavam no computador que ela mandou para o conserto.

À época, Carolina disse, em seu perfil do Twitter, que seu e-mail tinha sido hackeado. Antes da publicação das fotos, Castro afirmou que a atriz foi chantageada pelos invasores que cobravam R$ 10 mil para não divulgar as fotos.

Dieckmann desiste de processar o Google

De acordo com o advogado, Carolina havia procurado a polícia antes da publicação das fotos, que orientou a não divulgar a chantagem e a responder aos e-mails para montar uma emboscada. Entretanto, o chantagista enviou as fotos para dois sites pornográficos na Inglaterra e nos EUA, que publicaram as imagens.

A atriz chegou a procurou o comentarista de segurança da TV Globo e ex-policial do Bope que inspirou o personagem do capitão Nascimento no filme Tropa de Elite, Rodrigo Pimentel, antes de ir à delegacia. Ela pediu ajuda ao ex-policial para tentar uma negociação com a pessoa que a chantageou com a divulgação de suas fotos postadas em dois sites pornográficos na internet. Mas a tentativa não deu certo.

Fonte: r7