Jovem que buscava namorado no Facebook pode ter sido estuprada

Jovem que buscava namorado no Facebook pode ter sido estuprada

Estudante foi estrangulada com um sutiã; corpo foi encontrado em terreno baldio em Campo Grande

A Divisão de Homicídios investiga se a estudante Cláudia Marinho de Lima, de 18 anos, foi estuprada antes de morrer. Ela foi estrangulada com o próprio sutiã. O laudo dos exames feitos no Instituto Médico Legal que podem comprovar a violência sexual ainda não ficou pronto. O corpo da jovem foi localizado, na tarde de segunda-feira (7), em um terreno baldio na Estrada Itumirim, no Jardim Maravilha, em Campo Grande, Zona Oeste do Rio.

O caso foi revelado com exclusividade pela Rádio Globo. Na sexta-feira passada (9), Cláudia publicou mensagens no facebook à procura de um namorado. "Quem aceita namorar comigo agora?", perguntou. A Divisão de Homicídios investiga se o crime tem relação com as publicações na rede social.

A polícia apura quem entrou em contato com a jovem pela internet. Mas há outras linhas de investigação em andamento. O delegado Edson Henrique Damasceno não quis passar detalhes para não atrapalhar os trabalhos. Na tarde desta quarta-feira (9), 15 policiais da DH foram às ruas em busca de pistas que levem ao suspeito. O corpo da estudante foi enterrado no cemitério de Santa Cruz diante de aplausos.

Muito emocianada, a mãe Dalva de Lima afirmou que já havia chamado a atenção da filha após a publicação de mensagens na internet. "Ela disse que estava zoando com a história de namorado. Eu falei que ela estava se desmoralizando, que iria ser chamada de piranha", afirmou. Dois irmãos da vítima prestaram depoimento na Divisão de Homicídios.

Fonte: Globo