Ladrão tira selfie e vítima recebe um post do bandido com as fotos

Ladrão tira selfie e vítima recebe um post do bandido com as fotos

As imagens foram tiradas com o aparelho roubado e automaticamente postadas em um site de compartilhamento de arquivos.

A polícia procura suspeito de roubar o celular de um publicitário a partir de fotos que o criminoso tirou do próprio rosto, conhecidas como "selfie". As imagens foram tiradas com o aparelho roubado e automaticamente postadas em um site de compartilhamento de arquivos.

O crime aconteceu por volta das 20h30 desta sexta-feira (21). Três homens disseram estar armados e levaram o smartphone e a carteira do publicitário Guilherme Retz, de 26 anos, na Rua Monsenhor Passos, em Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo.

Retz contou que, após ser roubado, cancelou seus cartões de crédito e mudou as senhas das redes sociais. Porém, somente no domingo (23) se lembrou de que todas as fotos tiradas com o aparelho celular eram enviadas automaticamente para a sua conta no Dropbox, um site de compartilhamento de arquivos. "Fui entrar para trocar a senha e vi as fotos. Tinha fotos de sexta-feira e de domingo. Não mudei a senha imediatamente. Fiquei esperando para ver se eles postavam fotos em algum lugar mais conhecido, para facilitar o trabalho da polícia", conta.

O publicitário compartilhou as fotos dos suspeitos no Facebook e pediu ajuda para identificá-los. As imagens também foram levadas à polícia. "Salvei tudo em um CD e levei para a polícia e já me avisaram que conseguiram reaver alguns documentos", afirma.

Segundo Gilmar Contrera, delegado do 14º Distrito Policial (Pinheiros), onde o caso foi registrado, a foto compartilhada por Retz é usada na tentativa de identificar os criminosos.

Fonte: G1